The Olympian Code

Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação






Ficha de Reclamação
Judeau
Dados Gerais

Nome: Judeau Sorrentino
Apelido: Jud
Idade: 32
Progenitorª Divino: Ares
Progenitorª Mortal:  Catarina Sorrentino
Cidade Natal: Grécia
Moradia Atual: Grécia
Raça: Semideus

Ok
Dados Psicológicos



Descrição Física


Possuindo 1,87 metros de altura e pesando 87kg. O personagem tem um porte bem atlético, de um digno guerreiro filho de Ares. Judeau tem sua cabeça raspada. Além de braços fortes, também possuiu pernas bem atléticas. Quem olha para seu rosto sempre tem a ideia de que Judeau está invocado com alguma coisa por que ele sempre anda com o olhar bem afiado.

Descrição Psicológica


Um homem de personalidade mal humorada, mas é claro que não podemos dizer que ele nunca riu o que nunca mais irá dar um sorriso por mais leve que for. Possui bastante foco, e um certo abalamento ao ver corpos mortos, por causa do que aconteceu com ele em seu passado e sempre ao ver, pede para que os Deuses carreguem a alma do desafortunado junto de si. Não recusa um bom duelo contra alguém e fica até um pouco empolgado e, ao ser chamado para briga, sua expressão facial muda totalmente de um homem sério para alguém com um sorriso no rosto, que realmente gosta e sente prazer em praticar a arte da luta.

História


Nasci em um vilarejo da Grécia, e achado por Judeau Eldric e Catarina Eldric, dois minerados que trabalhavam em uma caverna não muito longe dali, junto com os habitantes daquele vilarejo.
O lugar onde eu vivi era cercado por uma floresta de pinheiros, onde ali também eram tirados muitos recursos para a sobrevivência do lugar onde nós morávamos. Com todos trabalhando o lugar tinha muita prosperidade, o que causava a inveja de outros vilarejos menores que não tinham a sorte que nós tínhamos, pois os habitantes vizinhos não souberam usar seus recursos de forma consciente, diferente de nós que soubemos fazer durar mais nossas florestas de pinheiro.
A muito tempos esse ''condomínio'' de vilarejos era um reino bem grande, que por conflitos internos se separou em várias partes e cada vilarejo teve um representante. Certo dia, os vilarejos se uniram para assinar um contrato com o nosso para que nós distribuíssemos entre TODOS os vilarejos parte de nossos recursos e claro, nosso representante recusou a oferta pois além de não receber nada em troca, isso resultaria em total extinção de nossos principais recursos e apenas os que trabalhavam nas minas não iriam dar conta de todo o prejuízo. Não demorou muito para o caos se alastrar pelo nosso vilarejo. Os outros vilarejos se juntaram contra o nosso, fazendo ataques constantes contra nós.  Haviam pessoas que sabiam lutar e que também me ensinaram como manejar uma espada e segurar com firmeza um escudo. Mas meu preparatório não terminou a tempo para que eu ajudasse nas linhas de defesa da vila.
Em 4 anos, quando completei 18, praticamente todos foram mortos pelos fios das lâminas, por aquelas estrelas cinzas que caiam como uma chuva do céu e pela praga. Na maioria das vezes, não tínhamos muito tempo para recolher os corpos das fronteiras do vilarejo, ou de dentro da vila quando havia uma invasão... invasão foi uma palavra que me assombrou até hoje. Foi em um dia de invasão que os inimigos chegaram até meu lar. Não pude ajudar meu pai, pois ainda não sabia usar uma espada direito, até cheguei a pega-la, mais fui nocauteado sem nenhum esforço. Desgraçados aqueles que me pouparam e não me deram a dádiva de seguir as escadarias douradas rumo as nuvens ou cair no poço de chamas em direção a boca de Hades, não importa o que fosse, mas junto de meus pais.
Acordei com a visão de uma lança atravessando os seios de minha calorosa mãe e o meu pai ainda no chão agonizando. Me arrastei bastante tonto até ele, me arrastei naquele lago de sangue em minha sala, parando apenas quando cheguei até ele.... mas quando coloquei minhas mãos na dele ele já havia tomado um dos dois caminhos que uma alma fora de seu recipiente carnal tem que tomar. A sua expressão facial era de alguém feliz, que batalhou ferozmente contra a morte que ja estava pondo suas mãos no pescoço dele, lhe deu um pouco mais de tempo de vida só para ter a alegria de ver que seu filho estava vivo e poder se livrar de vez das Guerra do Vilarejos. Ao sair de casa, ainda um pouco tonto, vi aquela cena que me fez chorar. Meus amigos, vizinhos, todos que eu conhecia estavam mortos.
E claro que senti medo na hora, mas ajoelhei em meio a rua no meio daqueles que se foram e comecei a rezar, pedindo pelo bem das almas que foram mortos brutalmente pelas mãos de algum infelizes e egoístas.....hoje em homenagem a eles apresento meu nome como Judeau em homenagem aos meu adotivos, que deram a vida pela minha.

Armas Escolhidas


- Espada de Bronze (Item de reclamação)
- Elmo de Bronze (Item de reclamação)
- Saquinho de Ambrosia 100g (Item de reclamação)
Eu, Gatts , concordo com as regras e politicas de privacidade do The Olympian Code e me comprometo a segui-las.
Thanks Ártemis @The Olympian Code

Mensagem por Judeau Sorrentino em 21/01/14, 05:37 pm

Judeau Sorrentino
avatar
Proles de Ares
Proles de Ares

Warm :
Mensagens : 7
Data de inscrição : 21/01/2014

Ficha do personagem
Vantagens :
Desvantagens:
Itens do Personagem:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum