The Olympian Code

Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação






Ficha de Reclamação
Aleksandros Aahbran
Dados Gerais

Nome: Aleksandros Aahbran
Apelido: Alek
Idade: 16
Progenitorª Divino: Zeus
Progenitorª Mortal: Helena Aahbran
Cidade Natal: Belo Horizonte
Moradia Atual: Belo Horizonte
Raça: Semideus

O homem é livre; mas ele encontra a lei na sua própria liberdade.
Dados Psicológicos



Descrição Física


Bem, o que dizer sobre o Alek? Ele é um cara gostosão e muito parecido com o narrador, não que eu esteja me gabando, é porque ele é bonito mesmo. - Deu sorte de ter me puxado - O garoto possui um metro e setenta e cinco de altura, embora algumas pessoas, incluindo o narrador, ache pouco, foi o que a genética o proporcionou e faz com que seu corpo seja fácil de ser trabalhado. - Pelo menos é o que dizem. - Ele pesa setenta e dois quilos, sendo que é praticante de musculação e sua taxa de gordura corporal é de 4.7% - Sim, isso é taxa de um bodybuilder profissional, todavia o garoto é ectomorfo e quando começou a praticar atividades físicas já tinha uma baixa taxa de gordura corporal, cerca de 5%.

Seus cabelos são escuros, negros. Outra coisa importante a dizer é que são encaracolados e, atualmente, não possui corte, pois está deixando seu cabelo crescer. Sua pele é naturalmente clara, entretanto, devido a grande prática esportiva ao ar livre, acabou adquirindo uma tonalidade bronzeada, o que não lhe agrada muito, ele gosta de ser branco porque seu cabelo entra em contraste com sua pele. Algo que deve ser destacado é sua marca de nascença, um círculo perfeito no antebraço, próximo ao pulso. Mortais acham isso muito estranho, afinal, quantas pessoas conseguem desenhar círculos perfeitos sem ajuda de instrumentos? Agora imagina quantas tem um desses em si.

Seus lábios são rosados, todavia, eles não são nem grossos, nem finos... É difícil conceituar, mas é algo bem desenhado e que fica bem em seu rosto, algo proporcional que consegue se destacar com sutileza, sem chamar atenção demais.

Tendências? Não, ele não segue tendências, seu jeito de se vestir é muito simples e eficiente, afinal, não a nada mais prático que uma calça com uma camisa qualquer. Eu poderia falar que ele se veste de qualquer modo, todavia, não é verdade. Ele prefere usar camisas mais "comportadas". Sabe? Aquelas sem estampas, possuindo uma única cor, ou com listras, tanto faz.

Descrição Psicológica


Algumas características peculiares de Aleksandros... Deixe me ver o que eu devo dizer... Bem, ou ele usa tênis ou anda descalço, não gosta de outro tipo de coisa, sendo que consegue tolerar o uso de botas, mas prefere mesmo é sentir seu pé em contato com o solo, a sensação de liberdade é indescritível, como se nada pudesse prendê-lo e controla-lo.

A cor predileta de Alek é branco, seguido por azul, nada relacionado aos times de futebol de onde vive, apenas gosta da sensação visual obtida ao visualiza-las... Talvez seja psicológico, porém, ele realmente se sente em paz quando vê ou usa a cor branca, talvez seja esse o motivo de todos os seus tênis terem essa coloração.

Ele possui uma única forma de se portar: Calmo e objetivo. Não se deixe colocar em pânico e tenta ao máximo não ser manipulado por suas emoções, pois sabe o tanto que elas podem piorar o seu desempenho em uma situação. [Mais detalhes na história]

Agora um pouco sobre a personalidade. Aleksandros se mostra sempre calmo, como foi dito, porém essa calma é só uma camuflagem para sua concentração em outras coisas, está sempre pensando em algo e permanece focado em um objetivo até vencê-lo. Sua vida é organizada de modo que cada dia seja repleto de metas e desafios estabelecidos por ele, e modo que ele consiga se aprimorar um pouco mais a cada ação/decisão realizada. Seu coraçao é puro e bondoso, ele tentava ser um garoto mal quando era mais jovem, e conseguia, mas de uns tempos pra cá... Cada dia mais bondoso, ajudando pessoas e até mesmo se importando com elas, o que não é uma boa coisa para um líder... Em sua concepção as únicas coisas com que um líder deve se preocupar são, respectivamente:
- Aliados.
- Objetivos.
- Si próprio.
E a forma como as coisas evoluem estão deixando um pouco abalado, então, ele fica o tempo inteiro pensando em como ser aquela pessoa fria que era, só que, a cada dia que passa, ele se torna mais carismático e "feliz" com a vida, dotado de uma felicidade que contagia o mundo. Como não está tendo esse controle sobre sua personalidade, ele foca-se cada vez mais em ser uma pessoa sábia e honrada afinal, não é deve de todo homem ser sábio, mas é dever de todo homem ser honrado. Alek é um pouco indeciso com o futuro, não sabe ao certo o que quer ser e não se esforça em tentar definir isso, apenas vive sua vida calmamente lidando com os problemas que aparecem em sua frente. Ele pode não saber o que vai ser, porém sabe que vai ser o melhor no que escolher.

Ah, eu quase estava me esquecendo, esse garoto tem uma mania muito irritante, além de ficar sempre com um pouco de laranja colocando pedaços em sua boca quando tem vontade - quase insaciável - está sempre mexendo no cabelo. A causa? Nem ele mesmo sabe, talvez seja o afeto pelos cachos.

História


Então... Como eu posso dizer isso... O Orçamento aqui tá meio baixo, a produção teve que mandar um narrador meia boca e eu não sou muito bom em contar histórias, embora eu seja o cara mais sensual que existe, por isso, eu vou dar uma enrolada, falar umas coisas, contar de uma maneira diferente os fatos e ver o que sai, né? Até porque eu ganho por hora, natal foi esses dias e a conta do cartão tá pra chegar, já sabe, né? Logo, eu vou fazer os lances de uma maneira diferente... O que vocês esperam? Uma narração meia boca? É isso mesmo? Aqui te glamour, meu amigo. Aqui tem status, e sabe o que agrega status? Entrevista, então, por favor, chamem o nosso querido Aleksandros... - Garotas frenéticas gritando coisas como: "Alek, seu gostoso, fique nu. Me engravida, Alek. Nós te amamos. Uhuuuul". E claro que também temos homens na platéia: "Você é demais, cara. Quero ser como você. Você tem estilo. Engravida a minha mulher. Seja meu filho.

"Então, senhor Aahbran, qual sua rotina?"
- Bem, meu amigo... Eu acordo todos os dias ás 8:15, me levanto, lavo o rosto e vou para a mesa. Normalmente como torradas com alguma geleia, bebo um suco de algum sabor com soja e me troco. Após isso coloca um pouco de suplemento em uma garrafinha, vou para academia, faço meus exercícios variando de acordo com a ficha e ao final das séries toma o suplemento. Terminando isso, vou para o clube e nado por cerca de duas horas, fico na sauna por mais uns quarenta minutos e volto para casa. Como eu almoço por volta de duas e vinte, eu como uma barrinha de proteína e fico esperando dar o horário. Termino o almoço e levo meu cachorro para passear, depois, volto para o clube e treino arco e flecha, além de umas outras coisas. Volto para casa a noite e fico atoa.
"Entendo. Quais são seus pontos fortes e fracos?"
- Bem, eu sou inteligente, aprendo fácil. Também tenho uma certa facilidade para atividades físicas e sei como trabalhar em equipe e seguir regras, acredito que esses sejam atributos que devo destacar. Todavia, sempre tem o lado ruim, ás vezes eu posso ser arrogante, e também chego a ser um pouco teimoso.
"O que o torna único?"
- Experiências vivenciadas.
"Você não compartilhou nenhuma."
- Estou sem criatividade aqui, da licença?
"Não, conta logo."
- Minha vida não é interessante. A coisa mais rebelde que eu já fiz foi falar que ia pra casa de um amigo e ir para uma rave, por favor, né? O que você espera de um garoto de dezesseis anos? Dominação mundial? Eu gasto boa parte do meu tempo com filosofia de buteco e planos para dominar o mundo, mas, até agora, não tem dado muito certo.
"Tá bem, tá bem. Entendemos, você não tem nada de único. Vamos parar por aqui enquanto você ainda tem sua dignidade."

Agora, tendo em vista que já contei o meio da história do nosso querido e gostoso Alek, iriei falar do final, porque... É isso que eu quero fazer e acontece o que o narrador quer que acontece, beijos para o recalque.

Era uma típica noite outonal... - Na verdade era verão, mas ninguém precisa saber. - E como todo adolescente, Aleksandros havia se deitado para dormir calmamente... Ah, corta essa. O garoto passou a noite inteira numa rave, que, por sinal, foi muito boa... Muito Coone e Skazi, esses dj bolado que todo mundo curte, todavia, essa não é a importante do relato. Após chegar da farra, ele estava bastante cansado e foi diretamente para a sua cama, afinal, precisava descansar, e aqui, bem, aqui começa o relato... No mundo dos sonhos...

Estava sozinho, não havia nada ao seu redor e, de repente, tudo surge. O que era aquilo? Vida real ou apenas fantasia? Um caminho surge em sua frente e sem saber porque ele começa sua caminhada pela desconhecido. Olhava para os lados e nada via, como se sua visão fosse limitada ao caminho e já não controlava mais seu corpo, por mais que tentasse não conseguia parar de andar. Tudo escureceu e ele caiu no vazio, mesmo na escuridão tudo parecia girar. Eis que, surgindo do nada, um raio corta as trevas e revela o mundo. Caminhava rumo a evolução das sociedades e percebeu que o que todas tinham em comum era a presença de seus deuses.

Começa a subir, caminhar em direção as nuvens e se sente liberto, sem amarras ao mundo mortal, apenas desfrutando de sua existência e... O cenário muda novamente, raios e raios, um ao lado do outro. Você tenta correr, você tenta fugir e eles param de cair e se mantem contínuos, iluminando... Tanto fisicamente quanto espiritualmente. Agora, você deve estar se perguntando, e a sua frente? Um trono de madeira envolto por raios... Qual era aquela madeira? Carvalho? Não sabia dizer. Algo o atraia para o trono e era algo que ele não podia controlar, antes que pudesse fazer algo já estava sentado. Ele olha para cima e vê um emblema estranho, algo que o lembrava chifres... Mas, de qual animal? Antílopes? Touros? Então, acorda.


Bem, eu não sei vocês, mas isso me pareceu bem divino, hein? Todavia, quem sou eu para falar, apenas um narrador, e, como narrador, tenho algo mais para contar, algo que definiu a personalidade de Aleksandros. O ano? Não sei, só sei que o nosso protagonista tinha seis anos... Recentemente ele havia descoberto uma alergia a milho o que era horrível. Por quê? Sorvete de milho é muito bom, broa de milho, mingau de milho verde, sabe? Essas coisas bem mineiras e bem gostosas que todo moleque come na casa da vó, ele não poderia comer. Sua mãe vendo a decepção acabou mandando-o passar um tempo na casa de seu tio, pois os dois eram bem apegados, era, praticamente, sua figura paterna. Em uma típica manhã outonal - era inverno - Kiev, seu tio, havia decidido que levaria o Alek para pescar, queria animá-lo e ensina-lo uma coisa nova deveria ser bom para isso.

Depois de muito insistir, a criança acabou convencendo seu tio a permitir que fosse na parte de trás da caminhonete, onde estava as varas e outras coisas, é bastante curioso e queria saber no que estava se metendo. Contudo, essa foi a experiência mais... Sei lá, não tem como descrever... Importante de sua vida. O garoto foi olhar em tudo e acabou caindo de cabeça no balde de minhocas. Apavorado, ele não conseguia gritar nem tirar o balde de sua cabeça, estava preso e ele podia sentir as criaturas mexendo... O pânico tomou conta e ele congelou até que seu tio veio assisti-lo. Agora você me pergunta: O que diabos tem de importante nisso? Bom,quando tinha dois anos ele resolveu enfrentar seu trauma de minhocas e acabou superando, só que ele não queria mais sentir medo, não queria ser congelado novamente, se sentir impotente. Começou a se testar, testar sua mente e ficar cada vez mais calmo, corajoso. Não que ele não sentisse medo, sentia, e muito. Mas, agora, não era na hora, era depois. Agia primeiro e temia depois... Percebeu que se ele carregasse algo que deveria ser motivo de vergonha com orgulho aquilo nunca poderia ser usado contra si, então decidiu tirar o máximo disso.

Acho que essa é toda a história que eu posso contá-los... Nossa empresa é pequena e ainda não temos um redator, então, foi na memória mesmo, sem roteiro... Caprichando no improviso, espero que tenha gostado.

Armas Escolhidas


- Espada de Bronze (Item de reclamação)
- Cota de Malha (Item de reclamação)
- Saquinho de Ambrosia 100g (Item de reclamação)
Eu, Aleksandros Aahbran, concordo com as regras e politicas de privacidade do The Olympian Code e me comprometo a segui-las.
Thanks Ártemis @The Olympian Code

Mensagem por Aleksandros Aahbran em 19/01/14, 07:21 pm

Aleksandros Aahbran
avatar
Membro
Membro

Warm :
Mensagens : 19
Data de inscrição : 19/01/2014

Ficha do personagem
Vantagens :
Desvantagens:
Itens do Personagem:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação

Por mim, está aprovado. Você poderia falar um pouco mais sobre sua infância? Um personagem brasileiro é algo interessante. Um edite resolve.

Posto seu teste aqui em breve. Não suma.

_________________

✖️ God of Sea ✖️ Best Dad ✖️ Íris  ✖️
Lord Poseidon

@CG Sign by Victória B. Prophath

Mensagem por Poseidon em 21/01/14, 07:45 am

Poseidon
avatar
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano

Warm :
Mensagens : 423
Data de inscrição : 05/11/2013
Localização : Oceanos

Ficha do personagem
Vantagens :
Desvantagens:
Itens do Personagem:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação


_________________

Lady Perséfone


Deusa das Flores ✿ Deusa da Força Interior ✿ Rainha sexy do Sumundo
@CG

Mensagem por Perséfone em 26/01/14, 01:26 pm

Perséfone
avatar
Deusa Menor
Deusa Menor

Warm :
Mensagens : 30
Data de inscrição : 18/01/2014

Ficha do personagem
Vantagens :
Desvantagens:
Itens do Personagem:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado



Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum