The Olympian Code

Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação






Ficha de Reclamação
Koichi Lucius Sandman
Dados Gerais

Nome: Koichi Lucius Sandman
Apelido: Koi / Sandman
Idade: 12
Progenitorª Divino: Poseidon
Progenitorª Mortal: Judith Lucius
Cidade Natal: Santee
Moradia Atual: Malibu
Raça: Semideus

Este Servo prefere uma mentira doce do que uma amarga verdade
Dados Psicológicos



Descrição Física


Pequeno, por ainda ser uma criança. Altura de 1 metro e 60 centímetros. Pele bronzeada por passar muito tempo na praia. Cabelos castanhos, que se refletem no Sol formando um reluzente dourado. Olhos Castanhos ( Cor de Mel, para ser exato ). Normalmente trajado com roupas caras e chiques. Sempre carrega com si, o anel que sua mãe deixou para o jovem, envolto a uma corrente em seu pescoço.

Descrição Psicológica


Extremamente Vingativo. Possui um enorme pavor de Caranguejos, querendo sempre aniquilar todos que não podem lhe fazer mal por conta de seu tamanho. Extremamente Amigável. Nada influenciável. Confia de mais em seus amigos.

História


Nascida em Toronto ( Canadá ), Judith era uma mulher que não se importava com nada na vida. Ela fugiu de casa quando tinha apenas 18 anos e ficou vagando pelo mundo até que arranjou um emprego de professora em Ottawa, ensinando Ciência em um colégio público. Depois de dois anos, já com uma boa renda, se mudou para os Estados Unidos em busca de uma vida nova. Judith sonhava alto, com liberdade para todos, com um homem que mudaria sua vida e criaria uma família junta ao mesmo. Judith continuou vagando, porque queria conhecer a praia de Malibu, um lugar que diziam ser paradisíaco. Quando chegou a Califórnia, não se agradou muito com o que viu mas continuou seguindo rumo a Malibu, até que chegou em uma cidade chamada Santa Barbara e encontrou um homem que mudaria sua vida. O Homem era bonito, alto, com a pele bronzeada e o cabelo da cor da areia da Praia. O que Judith não sabia, era que o Homem na verdade era Poseidon. Judith acabou engravidando do homem e percebeu que teria que cuidar do filho, mesmo não tendo trabalho nem dinheiro para isto. Judith foi para Santee, porque tinha uma amiga que morava lá, porém, quando chegou, não havia cuidado de si própria, ESPERA AI ! Isso aqui não é sobre Judith, isso é sobre mim !
Minha infância foi um tanto abaladora. Minha mãe morreu em meu parto e fiquei em um orfanato até os meus 4 anos de idade , em uma pequena cidade na Califórnia chamada Santee. Bem ... Eu não gostava de lá, porque as crianças eram mais velhas do que eu e batiam em mim por eu ser fraco e pequeno, até que um dia um garoto chamado Klaus chegou no orfanato e me defendeu, sem mais nem menos, e o melhor é que ele era legal ! Ele conseguia vencer todos os outros valentões e não se gabava da força que tinha. Um dia, um casal muito bem vestido entrou no Orfanato e foi atrás de uma criança que se adequasse aos “ requisitos “ de uma família nobre. Bem, com meus “ coleguinhas “ brigões eles não encontraram muita coisa e logo foram embora, neste exato momento, eu sai do banheiro, com o cabelo penteado e a mulher voltou para o Orfanato para pegar sua bolsa que havia esquecido no banco. Quando olhou pra mim, soltou um leve grito , semelhante a um “ Awn “. O Homem que já estava em seu carro , um Z-Type em perfeito estado , muito bem conservado até hoje, dirigiu-se de volta até o orfanato e o casal me adotou como seu filho. Uma das memórias que lembro perfeitamente até hoje, é a minha despedida à Klaus, quando ele tentou me cumprimentar com a mão e eu o abracei na mesma hora, dizendo “ Até logo, Klaus “.
Fui morar com minha nova família em Malibu, um lugar muito bonito, por acaso. Quando meus pais me mostraram a casa deles, eu fiquei ... tipo ... “ UOOOOOU “.
Essa parte da minha vida foi a melhor. Eu era famoso na escola ! Eu sempre vencia as competições de natação e tênis e rendia muitos troféus à escola, teve até uma vez no qual competi com um homem de 26 anos, quando eu tinha apenas 10 anos e ... advinha ! Eu perdi ! Mas pelo menos fiquei em segundo lugar e ganhei o troféu de prata.
Um certo dia, quando eu tinha 11 anos, uma horda de caranguejos atacou minha casa ( Que por acaso era EM FRENTE a praia ) e foi EXATAMENTE no meu quarto enquanto eu dormia... quando eu me virei para ver as horas, a única coisa que eu via era o vermelho da dor. Havia um Caranguejo agarrando meu nariz , com força,MUITA FORÇA ! Desde então me mantive afastado de QUALQUER situação que envolvesse caranguejos e tive que ficar um ano na terapia.
Minha vida estava ótima desde então, até o dia do acontecimento ... Um certo dia, quando eu estava na praia com a minha família tomando banho de sol, avistei um caranguejo vindo até nós. No exato momento, comecei a correr em direção ao caranguejo com o intuito de mata-lo a pisadas, porém quando comecei a chegar perto dele, percebi que ele era maior... MUITO MAIOR ! Ele era gigante , tinha praticamente 1 metro e 50 de altura e era mais amedrontador do que um javali com fome ! ( No meu orfanato tinha uma fazendinha, e quem você acha que tinha que repor a comida dos animais ? A Tia, lógico, trabalho infantil é crime. ) Assim que eu percebi que era um caranguejo gigante, tentei correr pra trás, porém assim que me virei, mais 3 caranguejos gigantes ali estavam. Comecei a correr para o único caminho que me restava : O Monte de areia. Quando cheguei no monte de areia, vi que os caranguejos estavam me seguindo por algum motivo, mas continuei correndo até que o paredão de uma empresa ali do lado me parou. Quando me virei para trás, os caranguejos tinham me cercado e dessa vez não havia lugar para eu fugir, apenas pular no mar, porém provavelmente se eu pulasse desta altura, morreria com o impacto causado na água.
Um dos caranguejos foi para cima de mim, porém dei-lhe um soco em um de seus olhos, fazendo-o bater com o outro, deixando o tal desnorteado. Quando eu ia por minhas mãos em uma brecha do caranguejo para arrancar sua casca, outro caranguejo atacou-me com sua “ arma biológica “, porém impulsionei-me para traz, levando apenas um corte em meu nariz, no qual viria a se tornar uma cicatriz. Continuei me impulsionando para trás até que percebi que estava na borda. Quando todos os caranguejos foram pra cima de mim, não pensei duas vezes e pulei de costas para a água. Eu vi toda minha vida se passar diante dos meus olhos enquanto eu estava caindo. Me lembrei de todos os momentos bons que tive, todos os momentos ruins, todas as minhas surpresas, me lembrei dos meus amigos no orfanato, de tudo, tudo mesmo ! Quando me trombei com as águas que ali estavam, senti como se estivesse em uma cama com molas, porém ao invés de cair e subir novamente, eu continuava caindo, até que cheguei a uma “ cama de algas “ e apaguei na mesma hora.
Abri meus olhos lentamente, até que vi um salva-vidas prestes a fazer boca-a-boca comigo. Na mesma hora, levantei meu torso para cima, dando uma cabeçada no tal. Quando olhei ao redor, meus pais estavam chorando, vindo me abraçar na mesma hora. Eu percebi que tinha chamado a atenção da praia toda e logo perguntei ao Salva-Vidas.
- Por quanto tempo eu fiquei lá embaixo ?
- Não sei, garoto, mas seus pais falaram que você desapareceu a 30 minutos. Afinal, o que aconteceu ?
- Caranguejos ! Caranguejos gigantes me atacaram !
- Filho ! Já te falei que Caranguejos Gigantes não existem !
- ELES EXISTEM SIM, MÃE ! EU VI !
Neste momento, o Salva-vidas começou a rir e passou a mão em minha cabeça, alisando meu cabelo, falando :
- Ele está bem, nada que uma boa terapia resolva.

Armas Escolhidas


- Espada de Bronze (Item de reclamação)
- Cota de Malha (Item de reclamação)
- Saquinho de Ambrosia 100g (Item de reclamação)
Eu, Koichi Lucius Sandman, concordo com as regras e politicas de privacidade do The Olympian Code e me comprometo a segui-las.
Thanks Ártemis @The Olympian Code

Mensagem por Koichi L. Sandman em 29/12/13, 12:24 pm

Koichi L. Sandman
avatar
Membro
Membro

Warm :
Mensagens : 2
Data de inscrição : 26/12/2013
Idade : 16
Localização : Por ai :v

Ficha do personagem
Vantagens :
Desvantagens:
Itens do Personagem:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum