The Olympian Code

Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação






Ficha de Reclamação
Myrddin VanHelsing
Dados Gerais

Nome: Myrddin VanHelsing
Apelido: Myr
Idade: 18
Progenitorª Divino: Atena
Progenitorª Mortal: Giulia VanHelsing
Cidade Natal: Bologna, Itália
Moradia Atual: Aspen, Colorado
Raça: Semideus

"Que a Força esteja com Você"
Dados Psicológicos



Descrição Física


Alto, cabelos Loiros e compridos, com rosto quadrado, olhos claros, e uma pequena cicatriz ao lado do olho direito.
Definido, mas não musculosos. Com boa flexibilidade.
Calça jeans, botas, ou tênis, camiseta, uma jaqueta de couro por cima, e óculos escuros.

Descrição Psicológica


Inteligente, Criativo, Estou sempre criando algo.
Frio e calculista, nao se importa em sentir ou causar dor, alias isso o diverte muito.

História



Minha mãe nunca disse quem era meu pai, alias, sempre repetia as mesmas palavras: “Você não tem um pai.” Aliás, nunca vi minha mãe com um homem. Sabia que ela era apaixonada pro alguém, mas nunca descobri quem.
Meus inimigos, digo colegas, sempre tentavam me pegar em alguma brincadeira, mas, de alguma forma, já sabia o que fariam e conseguia fazer com que se volta-se para eles.
Apesar de não ser fracote, alias, sempre me saia bem nas lutas. Acho que ser um Nerd, que veio da Itália, sem pai, seria um alvo para valentões. Então vivia escondido na biblioteca da escola.
Eu já tinha lido toda ela duas vezes. Fato que considero incrível, ainda mais que sempre tinha dor de cabeça. As letras pulavam para fora do livro e começavam a embaralhar.  Os melhores eram os de arquitetura, os de engenharia e os sobre guerras. Já tinha projetado algumas armas como espadas e maquinas de guerra. Mas não permitiam que eu usasse as aulas de artesanato e metalurgia para fabricar essas coisas.
Sempre via coisas estranhas na minha cidade. Juro que vi um pégaso na minha escola, mas minha professora achou que era minha imaginação novamente. Só porque preferia escrever no alfabeto grego em vez do normal?
Teve a vez que vi um cão gigantesco sair da sombra de uma pedra. Ou a serpente gigante que todo mundo na praia jurava que era uma baleia.
Durante as noites, sempre vejo corujas. Era como se elas me vigiassem. Algumas até mesmo já vieram comer na minha mão. Sabe como se fosse falcoaria. Meus colegas ficariam com inveja se me vissem, mas como nunca acreditariam em mim se eu contasse, fico com isso para mim mesmo.
Quem acreditaria em mim? No nerd doido, que vivia vendo coisas estranhas?
Minha mãe.
Certo, ela era pós-doutorada em Historia antiga, mais precisamente entre Egito antigo, Grécia e Roma. Mas tinha um fraco pela cultura celta. Vocês podem ver pelo meu nome. Myrddin, deus celta, que pode ser confundido com Merlin, esse mesmo, o da barba e que criou Excalibur. Não, eu não tenho cabelos compridos brancos e barba.
Bom, não estou aqui para divagar sobre meu nome. É pra contar a minha história.
Eu tinha encomendado um quebra-cabeça fácil, com cem mil peças. E ele chegou numa tarde em que minha mãe não estava em casa. Mas a primeira peça que peguei não era do jogo. Era uma moeda antiga, feita de bronze, muito bem conservada. Em uma das faces havia uma coruja, e na outra o seguinte escrito: “Αθηνάς” eu obviamente  consegui ler Atena.
Minha mãe chegou enquanto eu contemplava a moeda. Pude ver um brilho diferente no olhar dela neste momento.
- Sabia que essa hora chegaria. – disse ela me chamando para uma conversa seria. Não “A” conversa, mas quase isso.
Ela me explicou que quando estava fazendo seu mestrado em Cultura Celta, uma mulher se aproximou dela, oferecendo sua ajuda. Era uma mulher loira, de olhos acinzentados, como os meus. Foi de grande ajuda para minha mãe, emprestando livros e pergaminhos raros.
Ela não entrou em detalhes, mas seu relacionamento foi mais que a biblioteca. Quando minha mãe defendeu sua tese, teve a grande surpresa, a mulher que a ajudou não era ninguém mais que a Deusa Atena, deusa da sabedoria. Minha mãe só a viu uma vez depois disso.
Nove meses se passaram, e Atena voltou comigo em seus braços. Como filho de uma mortal, não poderia ser criado no Olimpo com ela. Então minha mãe teria que me criar aqui.
Isso te ter uma mãe mortal pode ter algumas consequências e confusão. Mas segundo soube, nasci dos pensamentos de Atena, não é do modo normal que as crianças nascem. Então seria aceitável ter duas mães. Espero que ambas me de muito chocolate, o qual sou viciado.
Logo eu teria que ir para o mundo dos deuses.
E essa hora havia chegado.
Ainda mais que naquela noite, a sala do grêmios estudantil da escola, também conhecido como Covil dos Valentões, explodiu. E o principal suspeito disso foi eu. Nada do que eu falasse poderia mudar a mente de todos, acho que tem algo mitológico por tras disso.

Armas Escolhidas


- Espada de Bronze (Item de reclamação)
- Escudo de Bronze (Item de reclamação)
- Saquinho de Ambrosia 100g (Item de reclamação)
Eu, Myrddin VanHelsing, concordo com as regras e politicas de privacidade do The Olympian Code e me comprometo a segui-las.
Thanks Ártemis @The Olympian Code

Mensagem por Myrddin VanHelsing em 18/12/13, 09:18 am

Myrddin VanHelsing
avatar
Proles de Atena
Proles de Atena

Warm :
Mensagens : 3
Data de inscrição : 09/11/2013

Ficha do personagem
Vantagens :
Desvantagens:
Itens do Personagem:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação

Aprovado, parabéns.

_________________

✖️ God of Sea ✖️ Best Dad ✖️ Íris  ✖️
Lord Poseidon

@CG Sign by Victória B. Prophath

Mensagem por Poseidon em 18/12/13, 12:17 pm

Poseidon
avatar
Deus Olimpiano
Deus Olimpiano

Warm :
Mensagens : 423
Data de inscrição : 05/11/2013
Localização : Oceanos

Ficha do personagem
Vantagens :
Desvantagens:
Itens do Personagem:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum